O Supremo negou recurso de um grupo de advogados que queria dar prosseguimento no Senado a um pedido de impeachment contra Gilmar Mendes.

Nove ministros do STF foram contra o pedido. Gilmar não votou e Marco Aurélio Mello declarou sua suspeição.

O pedido de impeachment foi feito ao Senado, em 2016, por um grupo que incluía Celso Bandeira de Mello e Fábio Konder Comparato. A Casa negou continuidade.

Os autores recorreram ao Supremo e o pedido foi negado por Edson Fachin. Houve recurso, que agora o tribunal também rejeitou.

Fonte: O Antagonista

Deixe uma resposta

Leia Também