Estudantes da rede pública de ensino da cidade de Ilhéus que participaram do II Concurso de Redações Ambientais do Abrigo São Vicente de Paulo foram homenageados na tarde desta sexta-feira, dia 30, no Centro de Convenções do município. A iniciativa, promovida pelo Ministério Público estadual, tem como finalidade estimular o estudo, a cultura da língua portuguesa e a conscientização sobre a defesa do meio ambiente. Foram premiadas as três melhores redações dos alunos do ensino fundamental II, do ensino médio, e da Educação para Jovens e Adultos (EJA), desenvolvidas a partir do tema “Como a poluição visual prejudica minha cidade”. A procuradora-geral de Justiça em exercício Sara Mandra Rusciolelli Souza esteve presente no evento, que acontece em parceria com a Prefeitura de Ilhéus, a Polícia Militar e o Abrigo.

Durante a cerimônia, o promotor de Justiça Paulo Eduardo Sampaio Figueiredo, que atua na Regional de Ilhéus, foi surpreendido com a homenagem da Polícia Militar pelo trabalho desenvolvido na região. O evento teve como objetivo também agraciar instituições e pessoas que contribuíram para a defesa do meio ambiente, urbanismo e do consumidor e para a realização das atividades do Abrigo São Vicente de Paulo, que conta hoje com 70 idosos, além de policiais militares integrantes do 2º pelotão CIPPA-Porto Seguro por terem se destacado operacionalmente em 2017.

Em sua fala, a PGJ em exercício Sara Mandra relembrou a época em que foi promotora de Justiça na cidade e parabenizou aos organizadores do evento pelo reconhecimento dos profissionais e por incentivar estudantes a preservarem o meio ambiente. “Ver nesse grupo de alunos, esse vigor, essa vibração para iniciar sua vida profissional é inaugurar efetivamente um momento de muita felicidade,  diante de tudo que passamos e estamos vivendo em nosso país. Reunir na mesma tarde homens de farda, estudantes e os outros premiados, todos com o bem comum de salvaguardar o meio ambiente, é motivo para agradecer indistintamente”. Ela também parabenizou o trabalho desenvolvido pelo promotor de Justiça Paulo Sampaio na cidade de Ilhéus e conclamou aos estudantes que continuem na mesma vibração porque eles “são realmente o futuro da nossa nação”.

O promotor de Justiça destacou que o evento foi pensado diante da necessidade de conectar os órgãos do meio ambiente às questões estudantis. “A educação ambiental é um dos instrumentos da Política Nacional do Meio Ambiente. Então, percebemos a importância de integrarmos os estudantes  a partir do concurso, que este ano, felizmente, teve uma maior adesão”. Ele ressaltou também que as atitudes dos alunos quanto à coleta seletiva já é uma realidade e que a ideia para o próximo ano é envolver os estudantes no desenvolvimento de projetos de requalificação de áreas verdes urbanas. Na ocasião, a 11º Promotoria de Justiça de Ilhéus agraciou o PM Leandro Souza dos Anjos com a “Carta de Elogio ao Mérito Policial Militar do ano de 2017”, reconhecendo o extraordinário resultado alcançado no desempenho de suas funções, consistente no maior número de repressões a poluições sonoras feitas este ano.

A mesa de honra da solenidade foi composta pela procuradora-geral de Justiça em exercício Sara Mandra Rusciolelli Souza; pelo vice-prefeito, José Nazal Pacheco Soub, representando o prefeito de Ilhéus Mário Correa; pelo promotor de Justiça Paulo Sampaio; pelo coronel PM Humberto Costa Sturaro, representando o comandante-geral da PM Anselmo Brandão; pela secretária de Educação municipal, Eliane Oliveira da Silva; pelo presidente do Abrigo São Vicente de Paulo, monsenhor Aldemiro Sena dos Santos; por Emílio José dos Santos Gusmão, da Superintendência do Meio Ambiente e pelo major PM Cleber Santos da Silva, comandante da Companhia Independente de Proteção Ambiental (CIPPA) Porto Seguro.  

Fonte: MP Bahia

Deixe uma resposta

Leia Também